Caio Bless \u00e9 bacharel em Artes Pl\u00e1sticas – pintura, gravura e escultura, pelo Centro Universit\u00e1rio Belas Artes de S\u00e3o Paulo. Trabalha com Street Art desde os 17 anos.<\/p>\n

A produ\u00e7\u00e3o do artista \u00e9 voltada para a arte de rua, por isso utiliza como suporte de suas pinturas objetos de entulho, carregados de marcas da cidade deixadas pelo tempo e, \u00e0s vezes, pelo abandono tamb\u00e9m.<\/p>\n

Cada fragmento de hist\u00f3ria gravado nos objetos, proporciona um suporte repleto de tons, camadas, vernizes, entre outras tantas marcas pict\u00f3ricas, ressignificadas pelo artista com sua interven\u00e7\u00e3o.<\/p>\n

Realizou mostras individuais e coletivas em galerias do Brasil e Europa, possui pain\u00e9is art\u00edsticos em Portugal e Espanha, al\u00e9m disso foi convidado a participar da Feira Art Madrid 2019, MAAU – Museu Aberto de Arte Urbana, FAM Festival, Pixel Show e TED x S\u00e3o Paulo.<\/p>","tablet":"

Caio Bless \u00e9 bacharel em Artes Pl\u00e1sticas - pintura, gravura e escultura, pelo Centro Universit\u00e1rio Belas Artes de S\u00e3o Paulo. Trabalha com Street Art desde os 17 anos.<\/p>\n

A produ\u00e7\u00e3o do artista \u00e9 voltada para a arte de rua, por isso utiliza como suporte de suas pinturas objetos de entulho, carregados de marcas da cidade deixadas pelo tempo e, \u00e0s vezes, pelo abandono tamb\u00e9m.<\/p>\n

Cada fragmento de hist\u00f3ria gravado nos objetos, proporciona um suporte repleto de tons, camadas, vernizes, entre outras tantas marcas pict\u00f3ricas, ressignificadas pelo artista com sua interven\u00e7\u00e3o.<\/p>\n

Realizou mostras individuais e coletivas em galerias do Brasil e Europa, possui pain\u00e9is art\u00edsticos em Portugal e Espanha, al\u00e9m disso foi convidado a participar da Feira Art Madrid 2019, MAAU - Museu Aberto de Arte Urbana, FAM Festival, Pixel Show e TED x S\u00e3o Paulo.<\/p>"}},"slug":"et_pb_text"}" data-et-multi-view-load-tablet-hidden="true">

Caio Bless é bacharel em Artes Plásticas – pintura, gravura e escultura, pelo Centro Universitário Belas Artes de São Paulo. Trabalha com Street Art desde os 17 anos.

A produção do artista é voltada para a arte de rua, por isso utiliza como suporte de suas pinturas objetos de entulho, carregados de marcas da cidade deixadas pelo tempo e, às vezes, pelo abandono também.

Cada fragmento de história gravado nos objetos, proporciona um suporte repleto de tons, camadas, vernizes, entre outras tantas marcas pictóricas, ressignificadas pelo artista com sua intervenção.

Realizou mostras individuais e coletivas em galerias do Brasil e Europa, possui painéis artísticos em Portugal e Espanha, além disso foi convidado a participar da Feira Art Madrid 2019, MAAU – Museu Aberto de Arte Urbana, FAM Festival, Pixel Show e TED x São Paulo.

Olá, precisa de ajuda?